segunda-feira, 5 de outubro de 2009

"A minha bicicleta só tem dois pedais, mas se monto nela não tem dois, tem mais..."

Obrigado pelas palavras, os hip hip hurrahs. Obrigado pelos gestos constantes e pelo apoio desde o início. Não era eu que tinha um grande potencial, éramos nós, todo o grupo.

Não sei se é coragem se é loucura mas amanhã começa tudo de novo, se calhar pela verdadeira primeira vez. A fronteira é ténue mas não me assusta.



Ouvi esta música durante uma boa conversa a quatro, em Lisboa. Na serenidade das palavras cantadas lembro-me de pensar que era bom haver um dia como o de amanhã. Agora, que amanhã é mesmo esse amanhã que eu pensei, deixo-vos a música, a serenidade e a promessa de que ainda não viram o melhor de mim.

Não gosto nem tenho jeito para me exprimir assim, dando tanto de mim, mas deixo-vos um abraço e um sorriso. Obrigado.

Até já.

4 comentários:

Joana disse...

Uma versão fantástica. Muita sorte ;)

direitoÀcena disse...

:) Ainda noutro dia falava desta versão à JN.

Quanto ao começo que aí vem:
"I never made promises lightly
And there have been some that I've broken
But I swear in the days still left
We'll walk in the fields of gold"

Boa sorte (e depois queremos convites VIP para as estreias)

ln

l. disse...

é pedalar até lá chegar...
"m.m.", não é assim que se deseja?
beijo grande e todo o sucesso para amanhã e para os dias que se seguem.
ps: que inveja (da boa, claro!)

Pipette disse...

- Então, que tal foi 'o primeiro dia do resto da tua vida'?
- Muito bom. E se o resto da minha vida for assim, melhor...

:)