quarta-feira, 23 de abril de 2008

Dúvida


Teatro Nacional de São João de 18 a 27 de Abril de 200821h30
.

“A dúvida requer mais coragem do que a convicção, e mais energia; porque a convicção é um lugar de repouso e a dúvida é infinita – é um exercício apaixonado.”
Instalando-se com armas e bagagens nesse solo erosivo que é o da convicção sub-repticiamente contaminada pela suspeita, o dramaturgo norte-americano John Patrick Shanley urdiu o intrigante clima de Dúvida, peça de 2004 que mereceu quatro Tony Awards e incluiu o seu autor na selectiva lista de galardoados com o Prémio Pulitzer.
Diogo Infante e Eunice Muñoz interpretam o padre progressista sobre o qual recai a suspeita de práticas pedófilas e a severa madre superiora de uma escola paroquial do Bronx do início da década de 60.
As divergências sentidas no interior da Igreja Católica com o Concílio Vaticano II fornecem o pano de fundo histórico, mas também nele reconhecemos uma América marcada pelo racismo, a refazer-se ainda do choque do assassínio de JFK e a lidar com o trauma chamado Vietname.
Uma “parábola” – para usarmos a classificação do próprio dramaturgo – sobre a dúvida e a capacidade de julgar, criteriosamente encenada por Ana Luísa Guimarães.

.

de >> John Patrick Shanley
tradução >> Felipa Mourato, Ana Luísa Guimarães

encenação >> Ana Luísa Guimarães
cenografia >> João Mendes Ribeiro
figurinos >> Carolina Espírito Santo
desenho de luz >> Nuno Meira
música original e piano >> Bernardo Sassetti
percussão >> José Salgueiro
Orquestra Sinfonietta de Lisboa
direcção >> Vasco Pearce de Azevedo

interpretação >> Eunice Muñoz Irmã Aloysius, Diogo Infante Padre Flynn, Isabel Abreu Irmã James, Lucília Raimundo Sra. Muller
.

2 comentários:

Ana Isabel disse...

A peça tem um texto muitissimo bom e a Eunice Muñoz está pura e simplesmente excepcional!

Pipette disse...

Queria MESMO ver. Vamos para a porta do TNSJ? :p